" São insensatos por natureza todos os que desconheceram Deus, e, através dos bens visíveis, não souberam conhecer aquele que é, nem reconhecer o artista, considerando suas obras, pois é a partir da grandeza e da beleza das criaturas que, por analogia, se conhece seu autor." (Sab 13,1 e 5)

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Um Caminho para Arte

Nos caminhos que a vida me presenteou tive a oportunidade de encontrar vários incentivadores, que me inspiraram a ir adiante da vida no palco, nas ruas e praças e tudo começou em 1992 no Colégio Hildebrando de Araújo em Curitiba/Pr com Nivaldo (Vado) que me apresentou o teatro e apresentamos o espetáculo Maria Farah de Bertold Brech, após isso fui em busca de mais, produzi alguns espetáculos ainda na escola mas não estava satisfeito foi então que em 1993 conheci o Grupo de Teatro Experimental Lua Nova participei do espetáculo O SHOW DO BATATÃO, me encantei com o mundo do circo, do palhaço, neste espetáculo comecei meu caminho no malabarismo e equilibrismo, depois montamos OS AMORES DE JEZEBEL onde eu interpretava um contados de histórias dinâmico, acrobático e cheio de peripécias com estes dois espetáculos nos apresentávamos nas ruas, praças e teatros de Curitiba e também participávamos de festivais tudo dirigido com a maestria de Laerte Ortega foram quatro anos intensos uma verdadeira faculdade, terminei meu percurso com O DRAMA DE BÓRIS um espetáculo de bonecos onde fomos premiados com o Troféu Gralha Azul como melhor espetáculo de Formas animadas daquele ano. Em 1996 as sombras da Cia Karagoz de Marcello Andrade dos Santos me encantaram onde apresentamos os espetáculos MARY POPPINS, A HISTÓRIA DA MÚSICA, O REI QUE FICOU CEGO E CIRCO DE SOMBRAS, outra escola de animação e sombras, uma técnica milenar cujo Marcelo e mestre atuante. Em 1998 junto com a Palhaço Cebola (Isabele Pereira) nasceu o Palhaço Siricotico participamos de vários eventos entre eles COMBOIO CULTURAL onde viajamos por diversas cidades do Estado do Paraná, Festivais, Encontros, Shoppings e muita rua. Desenvolvemos o Projeto Piá Sai da Rua com apoio do Mecenato visitando várias localidades de risco social com oficinas de teatro e circo e em 2003 nasce a Cia Casa do Palhaço onde comecei uma caminhada independente que perdura até os dias de hoje, atualmente fazem parte do repertória da Cia os espetáculos SIRICOTIANDO com o Palhaço Siricotico, TEM PALHAÇO NA PRAÇA!, REFLEXOS e ANTES QUE O TEMPO ACABE! sem contar nosso projetos que foram criados e ainda continuam como a Escola de Circo Picadeiro fundada em 2003, oficinas de circo e teatro em toda região com o objetivo de formação de multiplicadores, um trabalho que tem dado muitos frutos, numa região que para a arte é preciso ser um verdadeiro garimpeiro.
Com o Palhaço Siricotico participei de diversos festivais e eventos importantes entre eles o DVD ao Vivo da Comunidade Recado, Participação na Canção Nova num show ao vivo da Comnunidade Recado, Eventos Praia com Kibon, Telesp Celular, Global Telecom, Mostra Seu Nariz em Curitiba, Festival Internacional de Teatro de Londrina, Festival Internacional de Palhaços em São José do Rio Preto/SP...
Para quem não conhecia minha história tudo isso e muito mais relato na minha revista IDE! 21 anos de Ofício.
Minha vida artística teve muitos altos e baixos mas sempre pela Graça de Deus tive a oportunidade de conhecer vários mestre intusiastas que me incentivaram a ir adiante entre eles Laerte Ortega meu primeiro diretor e amigo teatral e Oscar Espínola (Palhaço Xupetin) que me desvendou a mágica arte do palhaço.
Não desista de seus sonhos e siga em frente sempre a lugar e onde não há criamos nossas oportunidades e um monte de gente vem atrás, garimpando sigo a garimpar num terreno cheio de pérolas e diamantes a serem lapidados, lapidando vou me melhorando e sendo mais humano na humanidade que me encanta!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

ANTES QUE O TEMPO ACABE!


A Cia Casa do Palhaço está com um novo espetáculo " ANTES QUE O TEMPO ACABE" que mistura mímica, malabarismo, máscara, bonecos, palhaço e uma mensagem impactante!
Este novo espetáculo foi baseado em fatos reais e retrata um tema muito comum nos dias de hoje, infelizmente quando escutamos mais as vozes que nos traduzem atitudes de erros acabamos colhendo serias consequências, dentro deste espetáculo comovente e impactante o ator usa malabarismo e interação mesclando com um toque leve de comicidade este drama.
A Cia Casa do Palhaço vem trabalhando com este tema a muitos anos e a cada espetáculo tem colhido resultados satisfatórios de reflexão e até mesmo mudança de vida.
Leve para sua cidade este mais novo trabalho que retrata o relacionamento entre um filho rebelde e sua mãe com um final surpreendente. 
Veja Vídeo promocional link youtube:  https://www.youtube.com/watch?v=a5e8hWjtYD4



segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Palhaço Siricotico


SIRICOTIANDO
Linguagem do Palhaço tradicional resgatando valores perdidos, o lúdico e a palhaçada a serviço do coração, esquetes próprias dentro de uma criação coletiva e interativa.
Muita palhaçada, cascatas, estripulias, malabarismos e diversão.
Uma viagem ao passado dos adultos, resgatando a criança que a dentro de cada um.
Siricotico um palhaço ingênuo e ágil pura diversão para os mais novos.
Próprio para crianças de todas as idades.
Duração 45min.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

BRINCARTE - BRINCANDO COM ARTE

Oficina de Jogos e Brincadeiras teatrais, circenses e de bonecos para professores e alunos interessados pelo lúdico na aplicação em sala de aula.
O brincar merece um lugar especial na prática pedagógica, a atividade lúdica tem importância fundamental na formação do homem.
Momentos específicos para brincar auxiliam nos processos de aprendizagem, incentivam a realização das atividades, a criança só aprende o que lhe da prazer.
O brincar é uma necessidade humana que proporciona a interação no ambiente em que vive, sendo considerado como meio de expressão e aprendizado, as atividades lúdicas desenvolvem valores culturais, sociais e despertam a criatividade.
No ato de brincar a criança se apropria da realidade imediata, agregando significados, imaginações, emoções e competências cognitivas e interativas. Utilizando o lúdico, transformamos aquilo que seria uma prática de conteúdo pedagógico, numa forma engraçada e muito mais prazerosa de aprender, mais leve e espontânea.
È através do jogo que a criança tem a oportunidade de vivenciar regras, normas, transformar, recriar, aprender de acordo com suas necessidades, seu meio cultural, social, familiar, sua formação, desenvolvendo assim seu raciocínio e sua linguagem, estimulando sua criatividade e não sua produtividade, tornando-se um construtor do saber.
Para a criança não há nada melhor e mais motivador que um ambiente cheio de possibilidades para a interação, comunicação e criação, oportunizando a expressão de suas fantasias internas, suas verdades e suas realidades vivenciadas no dia a dia, seus medos, suas expressões.
A aplicação do lúdico abre a possibilidade para alunos e professores no processo ensino-aprendizagem a darem espaço para a criatividade e troca de conhecimentos, tornando o ambiente alegre e desafiador, estimulando a capacidade de cada um.
Todas as questões que envolvem o processo de aprendizagem institucional estão inseridas dentro de um sistema opressor, como meio que destrói as relações humano-afetivas, criando assim um ambiente pesado e agressivo, tudo começando pela família, onde os valores humanos devem ser ensinados e vivenciados desde a mais tenra idade, não sendo assim vidas com valores desestruturados se agregam num ambiente chamado escola, descarregam ali seus anseios, desejos, fracassos e violências, começando uma luta de uns contra os outros, em busca de seu espaço como forma de dizerem: Eu preciso ser amado! Vamos então tentando encontrar meios e formas cada vez mais distantes da capacidade de amar.
Quando trato do lúdico, do brincar através da arte, vejo a possibilidade de encontrar este amor, de tocar o coração do ser humano podendo assim despertar sentimentos já existentes, mas perdidos ou esquecidos pelo caminho.

A capacidade de amar começa na capacidade de perdoar, só perdoando é que vamos nos encontrar com nossa verdadeira essência que nos aproxima de Deus, e se Deus é amor, nos aproxima da capacidade de amar.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

SIPATAUGUSTOSHOW

SIPATAUGUSTOSHOW

Uma palestra show para eventos corporativos, sipat's, reuniões, convenções...
Este espetáculo é composto por quadros cômicos criados pelo próprio palhaço Augusto Nadalini, trazendo temas reflexivos na área humana e de segurança no trabalho.
Uso de epi's, relacionamentos, comunicação, formação.
Um trabalho muito divertido e interativo, onde a platéia tem participação ativa durante todo o espetáculo. Augusto Nadalini utiliza em seu repertório além da linguagem do palhaço, malabarismo, equilibrismo e mágica.


Sabemos da importância do lúdico no meio humano e empresarial, por isso esta proposta vem informar de maneira leve e agradável, usando do artificio da arte para atingir a todos.
Não valeria nada fazer as pessoas rirem e não atingir o coração delas.
Fazemos uma arte transformadora  com responsabilidade e seriedade.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

ESPETÁCULOS E OFICINAS

Espetáculos para Crianças, Adolescentes e Jovens...
Temas relacionados a diversão, entretenimento
Drogas, álcool, sexualidade, família, limites, valores
Resgatando potencialidades perdidas pela sociedade.

A Cia Casa do Palhaço busca em seus espetáculos tocar o coração do ser humano, trazendo a tona sentimentos esquecidos, até mesmos apagados pelas lutas do dia a dia.

Somos responsáveis pelas nossas atitudes e essas atitudes geram consequências, cada ação gera uma reação, nossas atitudes e ações são como sementes plantadas neste mundo e todas as sementes geram frutos que um dia vamos colher.






Sabendo disto buscamos valorizar o trabalho na mais pura humanidade vinculados com o amor!
Ministramos também oficinas de teatro, oficinas recreativas de circo,
Oficinas para professores, alunos de magistério e catequistas.
Palestras para empresas e escolas
Formação humana
                                                                                                                                                                            

sábado, 19 de abril de 2014

#PEQUENASATITUDES!


PREFIRO PENSAR NUMA FORMA DE AMAR MAIS...